Módulo 2
1) Como se inicia a ação trabalhista?
2) Quando ocorre a perempção?
3) Quais os requisitos da petição inicial trabalhista?
4) A Fazenda Pública tem prazo em quádruplo para a constestação das ações trabalhistas?
5) Na área trabalhista fala-se nem citação ou notificação?
6) A audiência trabalhista é uma?
7) Qual a diferença entre o rito sumário e o rito sumaríssimo?
8) O que acontece se o reclamante não comparecer na audiência?
9) A pessoa jurídica de direito público submete-se aos efeitos da revelia?
10) Como é a representação das pessoas jurídicas de direito público?
11) Qual a medida judicial cabível para impugnar o termo de acordo homologado judicalmente?
12) Qual o momento para se juntar documentos?
13) Qual o momento processual para alegar compensação?
14) O que diz a súmula 303 do TST?
15) O que diz o decreto 779/79?
16) Quando é cabível o recurso ordinário e qual o prazo para a sua interposição?
17) Quando é cabível o recurso de revista e qual o prazo para a sua interposição?
18) Quais os prazos para os recursos trabalhistas?
19) É cabível recurso de revista na fase de execução?
20) As decisões interlocutórias são recorríveis?
21) É cabível agravo de regimento e agravo instrumental na justiça do trabalho?
22) Quando é cabível o agravo de petição?
23) É possível exceção de pré-executividade?
24) Quais as características dos embargos de execução na justiça do trabalho?
25) Qual o prazo para a Fazenda Pública apresentar embargos de execução?